Comandante da PM de São Paulo fala sobre reajuste para os policiais.

Proposta de reajuste linear:

Prezado Policial Militar

Na função de Comandante Geral, ciente da importância do reajuste salarial para Policiais Militares da ativa, veteranos e pensionistas, levo ao conhecimento de todos que o Governo do Estado, assessorado pelo Secretário de Segurança Pública, analisa proposta de reajuste linear a ser concedido de forma a contemplar todos os Postos e Graduações, baseado nos mesmos parâmetros empregados para os reajustes concedidos aos servidores das carreiras da saúde e da educação do estado.

Destaco que, nesse cenário, as associações representativas de Policiais Militares têm exercido um importante papel, manifestando-se democraticamente, em prol de seus representados, apoiando e dando suporte às solicitações mencionadas.

Aproveito esta oportunidade para orientar que acompanhem as publicações postadas na Intranet PM, esse é o nosso principal e mais rápido canal de comunicação. Contamos com seu apoio e colaboração.

Você, Policial Militar, é o nosso maior valor.

BENEDITO ROBERTO MEIRA - Cel PM Comandante Geral

=========

Em reunião organizada nesta segunda-feira, 19 de Agosto, pelo Vereador Cel. Álvaro Batista Camilo, o Conselho dos Comandantes Gerais da Polícia Militar do Estado de São Paulo se uniu às entidades representativas dos policiais militares para definir estratégias a fim de levar às autoridades a reivindicação de reajuste salarial da categoria.
Comandantes e entidades definiram a elaboração de um documento conjunto, a ser entregue ao Governo do Estado, solicitando uma audiência com o Governador Geraldo Alckmin para tratar do assunto: “Uma vez que já procuramos o Secretário de Segurança e enviamos ofício ao governador – todas iniciativas sem resposta efetiva – esperamos ser ouvidos desta vez. A união de nossas forças com o Conselho dos Comandantes Gerais é de suma importância para nós”, afirmou o Presidente da ASSPM, Ângelo Criscuolo, que também preside a Coordenadoria das Entidades Representativas dos Policiais Militares do Estado de São Paulo.

Na reunião estiveram presentes 8 dos 13 Comandantes-Gerais e seus subcomandantes (equipes que comandaram a PM nos últimos 30 anos), a Coordenadoria das Entidades e 14 entidades de classe, representando aproximadamente 180 mil policiais militares da ativa, veteranos e pensionistas que, junto com seus familiares, somam mais de 600 mil pessoas. 

Veja aqui: Pressão em Brasília pela PEC-300

eXTReMe Tracker