Servidores cedem a pressão

 

Servidores cedem a ultimato - Reuniões apontam que entidades representativas vão aderir à proposta do governo.    Depois de sinalizar que não assinariam hoje os acordos com o Ministério do Planejamento, os servidores federais voltaram atrás nos estados. Em sinal de recuo, as categorias vão decidir em assembleias, a partir das 9 horas, pela adesão à proposta que concede até 15,8% de aumento em três anos. Foi a saída que o funcionalismo encontrou mediante a postura firme da presidenta Dilma de não abrir mão de mais recursos no Orçamento de 2013 e deixar sem reajuste quem não aderisse à proposta do governo.

    Sérgio Ronaldo, diretor da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), entidade que representa 80% do funcionalismo, afirmou ontem que a decisão será votada em plenária nacional. “A tendência é seguir orientação das bases de assinar o acordo, com algumas ressalvas”, disse. De O DIA - RJ

eXTReMe Tracker