Artigos relacionados

Policiais Federais do Mato Grosso falam em GREVE por reajuste.

O Sindicato dos Policiais Federais em Mato Grosso do Sul (Sinpef/MS) aprovou em assembleia no dia 27 do mês passado a paralisação de 24 horas marcada para a sexta-feira (6). O ato busca sensibilizar o governo e a sociedade, reivindicando e objetivando: melhores condições de trabalho; alertar contra o sucateamento da PF, bem como divulgar a luta pela reestruturação salarial e o reconhecimento das atribuições de nível superior já desempenhadas pelos ocupantes dos cargos de agente, escrivão e papiloscopista, corrigindo-se uma discrepância inexplicável existente entre essa e as demais carreiras típicas de Estado, no âmbito do Poder Executivo Federal.

Os policiais federais realizarão às 9h do dia 6 de setembro, um ato simbólico de queima de diplomas e da minuta de atribuições encaminhadas ao ministro da Justiça unilateralmente pelo diretor-geral da Polícia Federal, que não atendem aos anseios da categoria.

O local da manifestação será nas entradas da superintendência regional da PF e das delegacias do interior do Estado, como forma de demonstrar a insatisfação pelo descaso com que a categoria está sendo tratada pelo governo federal e pelos dirigentes do órgão.

Às 14h acontecerá no Plenário Julio Maia, da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a audiência pública: Policiais Federais Motivados, Sociedade Protegida, com o intuito de debater a realidade dos problemas enfrentados no empenho da atividade policial no departamento.
Fonte: (www.capitalnews.com.br)

eXTReMe Tracker