Família militar perde muito com falso cálculo da inflação. Inflação real de 2013 ultrapassa os 15%, governo diz que foi 5.9%

Família militar perde muito com falso cálculo da inflação. Inflação real de 2013 ultrapassa os 15%, governo diz que foi 5.9%
 
    Os militares das forças armadas, que segundo cãlculos das associações já acumulam perdas maiores que 130%, em maio de 2013 receberam reposição de 9.2%. Contudo, desse valor já perderam cerca de 65%. Isso se levarmos em consideração o cálculo da inflação feito pelo governo federal, que alega que o índice foi de 5.9%. Pelas estimativas de economistas mais realistas a inflação real do ano de 2013 ultrapassou os 15%, só não percebe isso quem não usa o salário para alimentação da família e vive completamente às custas do governo, como alguns altos funcionários do executivo. Só a carne aqui no rio aumentou em um ano mais de 20%. A cesta básica como um todo também aumentou bastante. Em Salvador a alta de 2013, medida pelo próprio Dieese, ficou por volta de 16%. Como então o governo pode dizer que a inflação foi de 5.91%?
 
    No seu cálculo mágico o governo leva em consideração o preço do salmão, dos celulares e até o preço das passagens aéreas. A alimentação, item mais importante para quem é assalariado, tem peso de apenas 23% no cálculo. Assim é mole, se a alimentação pesasse mais nessa conta certamente ultrapassaríamos facilmente os 15%. No Rio de Janeiro, em maio de 2013, quando os militares receberam o reajuste, o quilo da asa de frango estava em R$ 5,5 reais. Hoje, 14 de janeiro de 2014, a asa de frango custa R$ 9,50, isso significa uma alta de 80%, um absurdo! 
    Desse jeito fica difícil. Como nossos soldados, cabos e sargentos, parcela mais sofrida dos quartes, vão aguentar mais dois anos com esse falso reajuste?
eXTReMe Tracker